mastersamu

Multi efeitos ou pedais em separado?



Posts Recomendados:

mastersamu    38

Viva malta, vocês que são uns entendidos na matéria precisava de um conselho.

Toco guitarra eléctrica á pouco tempo, tenho algumas guitarras mas neste momento o meu rig favorito é uma gretsch g2622 e um combo Dean Markley k-150.

Antes do amp usava uma Boss gt-1 mas agora vejo-me a usar menos porque quando a ligo ao amp parece que o som perde um bocado a “magia/dinâmica” (na escolha de melhores palavras) principalmente nos sons limpos

Será panca minha?

Agora a minha questão.. os pedais separados em conta baratos irão dar melhor som  do que a Boss ?

Estava a pensar em pedais até 50eur cada um, talvez fazendo uma compra na thoman  , e o que me vejo a usar é chorus, delay, overdrive, e pedal de loop

Afinador já tenho e por enquanto o amp tem um reverb a molas muito fixe.

A minha onde é rockabilly, blues, old rock n roll

Vale a pena arriscar ou se não for para aqueles pedais bem mais caros não noto a diferença?

 

abraco

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    2452

Boas, para o que descreves e procuras em termos de som, diria que um rig à base de pedais será mais a tua onda.

No entanto saliento que também é possivel obter "a mesma tipologia" de resultados com multi-efeitos digitais, a questão está principalmente ligada com a utilização do material.

Há muita coisa a dizer sobre este assunto...

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Ricardo Pinto    100
há 10 horas, mastersamu disse:

Viva malta, vocês que são uns entendidos na matéria precisava de um conselho.

Toco guitarra eléctrica á pouco tempo, tenho algumas guitarras mas neste momento o meu rig favorito é uma gretsch g2622 e um combo Dean Markley k-150.

Antes do amp usava uma Boss gt-1 mas agora vejo-me a usar menos porque quando a ligo ao amp parece que o som perde um bocado a “magia/dinâmica” (na escolha de melhores palavras) principalmente nos sons limpos

Será panca minha?

Agora a minha questão.. os pedais separados em conta baratos irão dar melhor som  do que a Boss ?

Estava a pensar em pedais até 50eur cada um, talvez fazendo uma compra na thoman  , e o que me vejo a usar é chorus, delay, overdrive, e pedal de loop

Afinador já tenho e por enquanto o amp tem um reverb a molas muito fixe.

A minha onde é rockabilly, blues, old rock n roll

Vale a pena arriscar ou se não for para aqueles pedais bem mais caros não noto a diferença?

 

abraco

Podes tentar usar ao os efeitos do multiefeitos, desligando o pré..simulador de amp, simulador de colunas..

creio que dessa forma, consegues tirar o melhor partido apenas dos efeitos..

eu próprio, que estava agora a começar a comprar uns pedais para montar uma pequena pedalboard, mas tenho tudo alguns problemas e já pensei em comprar um multiefeitos..

creio que se consegue comprar multiefeitos dedicados de efeitos.. sem simulador de anos.

corrijam-me se estiver errado.

 

obrigado

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
ncarmona    563
On 12/7/2019 at 23:17, Ricardo Pinto disse:

 

creio que se consegue comprar multiefeitos dedicados de efeitos.. sem simulador de anos.

 

Sim, claro. Mas mesmo que tenha simulador de amps é facílimo não os usar.

A vantagem das pedaleiras é que não há stress com as alimentações, impedâncias, cabos, e podes trocar a ordem dos pedais ou ligar/desligar simultâneamente vários efeitos só com um clique. Também são uma solução económica para ires aprendendo a lidar com os vários tipos de efeitos: perceberes para que servem determinados parâmetros, se funcionam melhor antes ou depois de distorção, etc... 

Claro que estás sujeito à qualidade do que a pedaleira tem disponível e há quem use soluções híbridas com alguns efeitos isolados para além da pedaleira. Acho que com um pouco de paciência, vontade de experimentar e tendo em mente que "às vezes, menos é mais" conseguem-se tirar óptimos resultados das pedaleiras.

Pessoalmente, uso a minha pedaleira para tocar em ensaios, espetáculos  e praticar. Uso pedais individuais para fazer exploração sonora ou então quando só quero tocar uma coisa simples.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
mastersamu    38

Bem após ver opiniões e fazer umas pesquisas optei por uma mooer red truck, não deixa de ser uma multi efeitos mas os circuitos boost, overdrive e distorção são analógicos e os restantes efeitos digitais com send/return entre eles que me dá a possibilidade de acrescentar mais pedais caso necessite.
O amp também tem um canal com distorção e um Spring analógico, ambos com possibilidade de serem ativados com 2 footswitch que também já mandei vir

O material já vem a caminho , vamos ver se foi uma boa aposta para um setup porreiro 

  • Gosto 4

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
mastersamu    38

Boas, chegou ontem, e já deu para ter um gostinho. 

Não conheço muita coisa que anda por aí mas da minha experiência adorei a mooer Red truck,  tive malta em casa que assistiu ao unboxing e ao fim de pôr lado a mooer e a Boss gt1 a resposta nas palavras deles foi que a Boss tem um granda som mas a mooer mete quem ouve o som dela a vibrar.. tem uma dinâmica e um som espetacular.. 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    2231

Também há um "detalhezito" que passa ao lado da maior parte do pessoal que carrega os sons com pedais e pedaleiras e que é a forma como injectam o sinal dos pedais/pedaleira no amplificador.

Ligar a guitarra aos pedais/pedaleira e da saída da pedaleira à entrada do amplificador, dá um resultado. Dessa forma estão a injectar o som processado no PRÉamplificador.
Se ligarem a guitarra à entrada do amplificador e usarem os pedais/pedaleira inserida na secção SEND/RETURN aí estão a injectar o sinal no AMP, depois do Préamplificador.

O resultado é diferente. Muito diferente.
 

Por exemplo, usar um pedal de Overdrive injectado na primeira entrada do Amp significa que podem dar overdrive ao overdrive uma vez que o overdrive é dado na secção de PRÉ.
 

Outra coisa que é possível fazer e pouca gente faz (quase ninguém?) é usar um Amp para a guitarra, sem qualquer processamento, e um outro Amp para o som processado por pedais/pedaleira.
Daí também o motivo de alguns pedais/pedaleiras terem saídas DRY ao lado das saídas processadas.

Estas "pequenas" nuances nas ligações fazem toda a diferença entre pedais/pedaleiras e uma configuração que dá um som desinteressante de uma forma, revela-se de outra forma.

As possibilidades são imensas mas o pessoal gosta mais de conduzir sempre em frente na autoestrada, com os outros, do que explorar estradas de montanha, cheias de curvas.
Daí que há muito tempo não se ouça nada de novo em termos de sonoridade.
Em épocas passadas ainda apareciam tipos que, com um pedal faziam coisas surpreendentes e inovadoras.
Hoje com 12 pedais em série ficam todos a soar igual.

(exemplo: Dick Dale)

  • Gosto 4

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
mastersamu    38
On 21/12/2019 at 21:33, Ricardo Pinto disse:

Só efeitos certo?

nao tem pré nem simuladores de amp.

A saída de phones tem ali qualquer coisa que simula um amp e até faz um bom trabalho.

Mas já reparei que a saída para os phones é bastante baixa.. podes até aumentar o volume nos efeitos mas vai alterar o teu som, o ideal que é o que vou fazer é arranjar um mini amp de phones para ouvir como deve de ser.

agora para mandar para a mesa de mistura sem amp deve ser na boa, não experimentei..

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora