AlexGuitar

Que guitarra comprar? (Opiniões)



Posts Recomendados:

Freaking Prawn    119

E so experimentares qual a que preferes. Não tenho afinidade por pups activos a não ser em baixos electricos. È tudo questão de gosto pessoal no fim.

Infelizmente, como foi ja dito mais acima, a questão dos passivos vs activos e muito subjectiva e tens quem os ame e os que os odeie. Ve-se mais na cena Metal o uso de pups activos, mas o Gilmour dos Floyd e praticamente um gajo dos blues e usa-os. Não ha regra.

Como diz o adagio: "try before you buy"


 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
AlexGuitar    5

Mas por exemplo, ela trazendo pickups passivos eu depois posso mudar para ativos certo? 

É essa cena da bateria, eu tbm n entendi 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Freaking Prawn    119
há 1 hora, AlexGuitar disse:

Mas por exemplo, ela trazendo pickups passivos eu depois posso mudar para ativos certo? 

É essa cena da bateria, eu tbm n entendi 

É preciso fazer moding a guitarra. As guitarras com pups activos ja teem cavidade propria para se colocar a pilha (geralmente nas costas da guitarra tem uma tampa de plastico rectangular). Em algumas guitarras o mod é mais  facil, noutras nao. Mas e mais facil passar de activos para passivos do que ao contrario. 

Os pups activos precisam de pilha para funcionarem porque estao ligados a um pre-amp interno. Os passivos não (o que é bacano pois é menos uma coisa com que preocuparmo-nos). 

Nao posso dizer se um sistema é melhor que outro, é muito subjectivo. Há bons pups activos e maus, tal como há bons e maus passivos. E depois depende do gosto pessoal de cada individuo. 

Para mim faz mais sentido pups activos num baixo do que numa guitarra. Mas isso sou eu. Haverá quem concorde e quem discorde. 

 

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
John10    625
há 2 horas, AlexGuitar disse:

Mas por exemplo, ela trazendo pickups passivos eu depois posso mudar para ativos certo? 

É essa cena da bateria, eu tbm n entendi 

Podes sempre mudar para passivos. Aí a questão que poderás ter é que tendo a guitarra em questão a opção de push pull para passar o humbucker a single coil, terás de ter atenção às ligações necessárias para que continues a ter essa opção.

Adicionalmente, pelas imagens que vejo dá-me a entender que a cavidade da guitarra onde está alojada a electrónica terá pouco espaço para colocares a bateria necessária. E dessa forma isso implicaria ter de abrir ou estender a cavidade para alojar a bateria e eu, pessoalmente, não aconselharia tanto trabalho numa guitarra. E já seria uma coisa que a não ser que saibas trabalhar madeira é melhor nem te meteres a fazer.

Na minha opinião pessoal iria para a guitarra com electrónica passiva. Tens mais opções tonais para experimentar com o push pull e de certo que já terás um bom output para tocar metal. E é sempre mais simples do que a electrónica activa com mudanças de pilhas etc.

Contudo, nada como experimentar e decidir!

São duas boas guitarras de qualquer das formas. Há uns tempos andava uma no OLX igual à da electrónica activa por 250€. Se tivesse tido dinheiro tinha-me feito a ela.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
AlexGuitar    5
On 25/01/2020 at 04:00, John10 disse:

Podes sempre mudar para passivos. Aí a questão que poderás ter é que tendo a guitarra em questão a opção de push pull para passar o humbucker a single coil, terás de ter atenção às ligações necessárias para que continues a ter essa opção.

Adicionalmente, pelas imagens que vejo dá-me a entender que a cavidade da guitarra onde está alojada a electrónica terá pouco espaço para colocares a bateria necessária. E dessa forma isso implicaria ter de abrir ou estender a cavidade para alojar a bateria e eu, pessoalmente, não aconselharia tanto trabalho numa guitarra. E já seria uma coisa que a não ser que saibas trabalhar madeira é melhor nem te meteres a fazer.

Na minha opinião pessoal iria para a guitarra com electrónica passiva. Tens mais opções tonais para experimentar com o push pull e de certo que já terás um bom output para tocar metal. E é sempre mais simples do que a electrónica activa com mudanças de pilhas etc.

Contudo, nada como experimentar e decidir!

São duas boas guitarras de qualquer das formas. Há uns tempos andava uma no OLX igual à da electrónica activa por 250€. Se tivesse tido dinheiro tinha-me feito a ela.

Obrigado, devo comprar a que tem pickups passivos em prencipio , 

Será que funciona bem com interface de audio a tocar pelo Guitar Rig?!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Freaking Prawn    119
há 20 minutos, AlexGuitar disse:

Obrigado, devo comprar a que tem pickups passivos em prencipio , 

Será que funciona bem com interface de audio a tocar pelo Guitar Rig?!

sim. Eu gravo directo com Amplitube e outros sem stress.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    1858

Quando se muda de pickups passivos para activos (ou vice versa) é necessário alterar o circuito, aproveitando apenas o switch e o jack. Os fios também se podem aproveitar, mas será necessário refazer as ligações todas. Os potenciómetros terão de ser mudados, pois os circuitos activos usam potenciómetros com valores na ordem dos 25k ohms e os passivos a partir dos 250k ohms para single coils e acima dos 300k ohms para humbuckers sendo o consenso à volta dos 500k. Eu uso pots de 1M ohms, por exemplo...

A gravação de uma guitarra directa está mais dependente do préamp do interface áudio do que das qualidades técnicas da guitarra em si, no sentido de ser ou não activa. Nivelas a entrada do sinal e está feito.

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
CarlosC    60

Muito obrigado pela explicação sobre potenciometros @tmo

Na realidade, muito sinceramente, na minha humilde ignorância achei que a qualidade desses componentes poderia afectar qualitativamente o som. (apesar de ser um componente maioritariamente mecânico) 

Porque não vivo sem uso de volume e tone, e mesmo o volume nunca está sempre no 10... e com partes de fraca qualidade, o uso é ... complicado... por vezes baixar o volume "estraga" o timbre, não baixa linearmente, ou desce tudo de uma vez ou não desce nada... alguns tone Caps soam fixes outros dão timbres esquisitos. 

Quando experimento alguma guitarra ligada a amp basta brincar um pouco para notar logo se os componentes são de qualidade ou não.  

Se tiver uma guitarra com pots fracos, nem a considero "viável" para tocar ao vivo, já tentei e correu mal.
(era como não ter verdadeiramente controlo no volume, tone, os botões davam resultados inesperados, muito caótico mesmo)
 

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
AlexGuitar    5

Boas a todos, desculpem. Só voltar aqui agora, mas tenho andado ocupado, e no tempo livre tenho andado a procura de lojas com a Schecter Omen extreme-6 Bhc ( vermelha) com ponte fixa ou Floyd em stock cá em Portugal, mas todas as que conheço não teem, alguém me consegue dar uma ajudinha a procurar? 

Obrigado 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2402
On 06/02/2020 at 17:42, AlexGuitar disse:

Boas a todos, desculpem. Só voltar aqui agora, mas tenho andado ocupado, e no tempo livre tenho andado a procura de lojas com a Schecter Omen extreme-6 Bhc ( vermelha) com ponte fixa ou Floyd em stock cá em Portugal, mas todas as que conheço não teem, alguém me consegue dar uma ajudinha a procurar? 

Obrigado 

https://www.musifex.pt/schecter-omen-extreme-6-fr-bch

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora