pgranadas

Behringer com DAW Gratuito?



Posts Recomendados:

pgranadas    2455

A Behringer anunciou que vai desenvolver um Daw, com o objectivo de o fornecer gratuitamente. Mas pedem paciência, porque levará uns 18 meses a desenvolver.

Algo me diz que o Uri bateu com a cabeça em algum lado. Para que raio, vai ele fazer um alarido de uma coisa, que possivelmente acontecerá daqui a ano e meio, quando isso já existe? E daqui a duas semanas já nem ninguém se lembra, quanto mais ficar à espera 18 meses.

Cakewalk, que tem já 30 anos de experiência e de desenvolvimento por detrás, funciona muitíssimo bem, e é gratuito.

Reaper, que não sendo gratuito, até pode ser.... e tem uma comunidade enorme a desenvolver e a dar suporte.

Que raio lhe deu, para achar que isso era assim tão necessário?

Ja para nem acrescentar um POST que li, a criticar a deficiência da Behringer a desenvolver drivers e interfaces para os seus produtos, o que não é de bom prognóstico para produtos ainda mais complexos.

Nao tenho experiência com drivers e interfaces da Behringer, mas se é de facto assim, percebo a crítica.

Que acham disso? O tipo andará a dar em drogas maradas da China?

  • Gosto 2
  • Riso 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Freaking Prawn    187

A ideia é bastante simples: um DAW que integra por base todos os produtos da Behringer automaticamente e os reconhece quando usados.
O numero de pessoas a trabalhar para a Music Tribe tem crescido bastante, vindas de varios sectores. E há algum tempo ele andou a pedir pessoas para programação.
O tipo não é idiota nenhum. Ele sabe que se conseguir construir um ecosistema como o da Native Instruments ou Arturia, desde que o DAW seja bom, as pessoas terão mais uma razão para comprar os produtos da Behringer. E é mais uma fatia do mercado que ele pode explorar.

Da Behringer, tirando o DeepMind12, tenho o UMC404HD como interface e não me deu absolutamente problema algum até agora. Tem que se instalar um driver apenas e esquecer que ele existe basicamente.

Portanto, além da aglutinação de farias firmas na Music Tribe a Behringer tem:

- Sintetizadores [para o mercado dos sints]
- Efeitos [para o mercado das guitarras e baixos e sints, claro]
- Unidades de Rack para estudio/Home Studio e outra parafernalia
- Mercado de compra e venda gratuito [muito recente]

O que falta para mergulhar totalmente no mercado de Home Studio- além de animar a malta - é um ecosistema digital [que será gratuito] que integre todos os produtos da Behringer e, ao mesmo tempo, seja aberto a companhias 3rd party que desenvolvem software.

Parece-me um passo lógico



 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
xtech    3022

Se é gratuito, é porreiro. Mais uma opção!

Não tenho muita queixa dos produtos behringer no geral. Dão ligeiramente mais problemas que o resto (tenho material com zero problemas da Behringer também). Em termos de interfaces audio só posso dizer bem.

O maior problema que tive foi com uma mesa de som behringer. De resto, tudo ok.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Freaking Prawn    187
há 1 hora, xtech disse:

Se é gratuito, é porreiro. Mais uma opção!

Não tenho muita queixa dos produtos behringer no geral. Dão ligeiramente mais problemas que o resto (tenho material com zero problemas da Behringer também). Em termos de interfaces audio só posso dizer bem.

O maior problema que tive foi com uma mesa de som behringer. De resto, tudo ok.

https://www.musicradar.com/news/its-official-behringer-is-making-a-free-daw-with-built-in-vst-plugins

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    1477
há 11 horas, xtech disse:

Se é gratuito, é porreiro. Mais uma opção!

Não tenho muita queixa dos produtos behringer no geral. Dão ligeiramente mais problemas que o resto (tenho material com zero problemas da Behringer também). Em termos de interfaces audio só posso dizer bem.

O maior problema que tive foi com uma mesa de som behringer. De resto, tudo ok.

Sim, quanto mais opções existirem, melhor.
O que seria de nós se a única coisa que existisse fosse o ProTools, como a certa altura parecia ser.
Lembro-me de usar o Nuendo 2 (usei até ao 5) e de receber olhares enviezados por não usar ProTools. "todos os pros usam PT e Mac".
Eu seria amador pois usava outra coisa, tanto em computador como em software.

Claro que a imensidão de escolhas em termos de DAW é limitada para aqueles que não "sacam" a software pirateada da net. Para esses, utilizadores legais, a escolha cinge-se a umas 3 ou 4 plataformas. Felizmente, extremamente completas e eficazes.
Eu que desembolsei um balúrdio pela minha DAW (porta aberta a isso obriga) pondero muitas vezes se não teria sido melhor ficar pelo Reaper. Tecnicamente não estava mais mal servido e os bugs ou limitações eram comparáveis aos bugs e limitações das DAWs que custam mais de 2000 Euros.

 

Quanto à Behringer, de facto tem equipamentos eficazes e que soam mais ou menos bem. Ou suficientemente bem, diria.
O que têm é que são geralmente muito bonitos!
Na minha opinião o ponto fraco naqueles que conheço é e sempre foi nas fontes de alimentação.
Miseráveis!
Depois há também um certo nível de "aldrabice" como por exemplo, colocarem lâmpadas atrás das válvulas para parecer que as válvulas estão a funcionar em pleno.
Ilusionismo Behringer.

  • Gosto 1
  • Surpresa 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2455
há 12 minutos, resolectric disse:

Quanto à Behringer, de facto tem equipamentos eficazes e que soam mais ou menos bem. Ou suficientemente bem, diria.

O que para pequenos compositores nos seus humildes estúdios, vale muito, face ao custo elevadíssimo de melhores equipamentos.

Os produtos da Behringer até aqui não têm sido perfeitos, mas permitem fazer o trabalho. Os poucos que tenho, cumprem as sua função, e penso adquirir mais. So não sints sem memorias porque isso para mim nos nossos dias não faz sentido.

Preferia que em vez de clones, fossem versões melhoradas.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    1477
há 10 minutos, pgranadas disse:

O que para pequenos compositores nos seus humildes estúdios, vale muito, face ao custo elevadíssimo de melhores equipamentos.

Os produtos da Behringer até aqui não têm sido perfeitos, mas permitem fazer o trabalho. Os poucos que tenho, cumprem as sua função, e penso adquirir mais. So não sints sem memorias porque isso para mim nos nossos dias não faz sentido.

Preferia que em vez de clones, fossem versões melhoradas.

Eu também tenho e tenho um estúdio "comercial"! (comercial... ah! 2% do volume de negócio da drogaria aqui ao lado)

Um pré modelo 1953 que dá um som excepcional com sintetizadores nas entradas de linha (como pré de microfones é "manhoso") e uma mesa de 12 canais de rack que está a servir para pré-mistura de uma série de sintetizadores "digitais". É muito eficaz, muito robusta e tem belíssimos reverbs!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Freaking Prawn    187
há 2 horas, resolectric disse:

Sim, quanto mais opções existirem, melhor.
O que seria de nós se a única coisa que existisse fosse o ProTools, como a certa altura parecia ser.
Lembro-me de usar o Nuendo 2 (usei até ao 5) e de receber olhares enviezados por não usar ProTools. "todos os pros usam PT e Mac".
Eu seria amador pois usava outra coisa, tanto em computador como em software.

 

HA! Durante alguns anos usava o Nuendo. E atesto que de facto a malta ria-se por não usar o Protools, porque o Protools é que é para musicos a serio e o Windows é uma merda e quem não tem guita não deve fazer musica e se é para tocar guitarra só Gibson é que é bom e afins.

Sempre gostei da interface do Nuendo/Cubase. Mas passei a usar o Reaper porque... razões.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
resolectric    1477
há 1 hora, Freaking Prawn disse:

HA! Durante alguns anos usava o Nuendo. E atesto que de facto a malta ria-se por não usar o Protools, porque o Protools é que é para musicos a serio e o Windows é uma merda e quem não tem guita não deve fazer musica e se é para tocar guitarra só Gibson é que é bom e afins.

Sempre gostei da interface do Nuendo/Cubase. Mas passei a usar o Reaper porque... razões.

Sobre o primeiro parágrafo, é verdade. Acontecia-me exactamente isso.
O problema é que existem factores históricos para que o PT existisse (e exista um bocado ainda) rodeado dessa aura de "único programa profissional para gravar música".
Quando apareceu, o PT existia só para Mac e na mesma época os sistemas operativos da Microsoft eram definitivamente pouco estáveis. Gravar 15 minutos de som seguidos, sem um crash, era quase impensável no Windows 95 e ainda menos em MS-Dos.
O PT ficou com a fama por causa da plataforma em que funcionava em exclusivo.

Entretanto os Ataris e Commodores estavam a entregar a alma ao criador e as opções começavam a escassear.
Felizmente apareceu o Windows 98 e a coisa melhorou consideravelmente para nós, tipos que gostam de usar o rato com os botões no sítio correcto ^_^

Quanto à tua última frase, exactamente como comigo.
Já estava a usar o Pro16 e o Pro24 no Atari e a mudança para Cubase foi extremamente simples. A única diferença era que dava para criar pistas Audio.
Depois de mudar para Nuendo com a versão 2 mantive-me aí até os tipos da Steinberg terem "esbardalhado" a mesa de mistura toda e terem tornado aquilo "touchpad friendly". Só pode ser esse o motivo para terem feito uma coisa tão descomunalmente horrorosa.
Passei aqui um ano a sofrer a experimentar DAWs e a não conseguir habituar-me a nenhuma até que me lembrei daquela coisa de MIDI que já vinha do tempo do Atari/Commodore: o Notator/Creator.
Esses, através de compras e vendas de várias empresas ao longo dos anos deram origem à Magix e ao Samplitude/Sequoia.
 

Milagre: no Sequoia podia criar atalhos iguais aos do Nuendo!
Pronto, não foi preciso escolher mais; é um programa fabuloso.

E só existe para Windows! :D

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Antonio    565

Em relação à Behringer, ainda bem! Quanto mais DAWs gratuitas melhor. Queremos é mais pessoal a fazer música. 

Em relação às DAWs em geral, hoje em dia são todas boas. É só escolher a que nos dá mais jeito, em preço e workflow. Simples 

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora