Rukas

Quantas guitarras é que nós realmente precisamos?



Posts Recomendados:

bandit    330

Eu vi os videos assim meio enquanto fazia outras coisas. Já faz algum tempo.

Foi na altura em que passei de um set total 0.10 para o híbrido 0.09.

Para mim foi ótimo, diminuiu o esforço de força, tornou mais agradável o tocar e os bordões que levam com a palhetada mais forte mantêm-se no sítio.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Antonio    1079

Eu não consigo tocar com menos de 0.10 Em algumas guitarras tenho 0.11 em standard. 

Mas é porque tenho uma mão direita de urso! O que é uma chatice... 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
amrest    166

Eu uso Ernie Ball 010 - 046 em todas as guitarras. Recentemente experimentei outras marcas mas voltei às mesmas.

Há +- 40 anos atrás usava Ernie Ball 009, depois de ter experimentado várias marcas e várias espessuras. Talvez há uns 20 anos mudei para 010 e é o que tenho usado desde então. Sempre com afinação standard.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2691
há 7 horas, tmo disse:

Não achei piada nenhuma a esses dois vídeos. Achei-os super superficiais na altura em que os vi há uns largos meses atrás. São super genéricos e dão a sensação de serem mais publicidade que propriamente informativos. É que não gostei mesmo nada... posso dizer outra vez? Achei-os supérfluos e engrenagens de uma máquina de marketing, neste caso ligada à Ernie Ball.

Mas a Ernie Ball, ou qualquer outra marca, não tem interesse nenhum em que se diga que parte da sua oferta é inútil.:hum2:

 

 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    2815

@pgranadas - é só a minha opinião, não quer dizer que esteja certa, tenho perfeita consciência disso. Há no entanto, várias situações que me irritaram nesses vídeos, o facto de usarem APENAS uma marca de cordas e fazerem afirmações "conclusivas", o facto de o segundo vídeo ser uma espécie de sequência do primeiro e dizer exactamente a mesma coisa e elogiando o primeiro, sabendo-se que são conhecidos, eh pah, caíram-me muito mal.

Pessoalmente, já me fartei de fazer experiências com cordas, acabo sempre na D'Addario, gosto do timbre e da durabilidade nas minhas mãos, sempre em afinação Mi standard para 7 cordas (Si2 a Mi4). Já andei pelas Elixir, Ernie Ball, sei lá que mais. Já usei flatwound .013 numa guitarra com pickups para heavy metal e inclusive cordas de acústica numa eléctrica (não gostei, o som era muito baço). Fiquei-me pelas .009 para todas as minhas guitarras (há umas que não aguentam .010 por "erros" ou contingências de design, impossibilitam a correcta intonação da 7ª corda) e para simplificar, vai tudo igual para todas (até porque sets mais finos são mais baratos) excepto para a fretless e acústica, que têm obviamente tipologias diferentes.

Na guitarra em que experimentei mais cordas, achei que soava melhor com .010, mas não estou para comprar modelos específicos para ela e depois andar a contar quantos conjuntos tenho para que guitarras. Simplificar a vida é sinónimo de ter mais tempo para gozá-la.

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2691
há 2 horas, tmo disse:

facto de usarem APENAS uma marca de cordas e fazerem afirmações "conclusivas

True, isso não é prova de nada, até porque me parece que marcas diferentes soam ligeiramente diferentes, até porque a construção deverá ter algo de diferente, e o material pode vir de outro fornecedor, portanto também será diferente, ainda que possa ser pouco.

Quanto a marcas, da D'Addario já recebi sets com ferrugem, portanto neste momento estou a usar Ernie Ball na maioria das guitarras, e o set do David Gilmour numa.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
gilly    248
On 05/02/2021 at 03:29, tmo disse:

@grsousa - olha que a diferença de preço entre guitarras de "entrada" e outras mais "pro" não se justifica apenas no som. O feel ao toque faz uma diferença enorme, a consistência da construção e pequenos requintes de malvadez dos construtores que nos transmitem confiança são tão ou mais importantes que o som, pois interferem directamente na nossa expressão, e isso sim, manifesta-se no timbre do instrumento. Os blind tests são engraçados, pois obrigam-nos a relativisar a coisa, no entanto a grande maioria ajuíza com base apenas no som e esquecem-se muitas vezes do feel do instrumento. É que o som pode ser trabalhado e alterado sem que com isso se mude o toque da guitarra ou a sua consistência... e isso faz MUITA diferença na nossa segurança, confiança na performance e expressão geral. Não descuidar estes aspectos, uma guitarra não deve ser avaliada apenas pelo seu som...

@gilly - lol, mas não listaste aqui as tuas posses +1... bom, já sabemos que o "+1" é o tal Guitolão Eléctrico...

Nah... acaba por ser demasiado "colagem" à 12str. Um dia, quem sabe (na próxima mudança de cordas), meta a afinação de guitarra portuguesa na 12str. Talvez seja interessante...

O "+1" seria uma Red Special. Incrível como ainda não tenho uma... (@May)

A lista é demasiado extensa... fica para depois :D
Digamos que é 20+!

 

E olha que quanto à questão do preço... é o equilíbrio dos dois. De facto, por norma, nota-se uma diferença de feeling entre uma guitarra topo de gama e uma entrada de gama. E isso só se nota com bastante experiência (mais até do que ter o ouvido sensibilizado).

Lembraste-me um exemplo com as minhas. A minha Yamaha PAC712 tem um feeling 20.000x melhor que a Yamaha PAC112JM. Sem ponta de comparação possível!
Quanto a timbres, não vou comparar porque já depende de muitos outros parâmetros (e podem ser modificados ao longo do tempo: cordas diferentes, pickups diferentes, palheta utilizada...)

Os blind tests desmistificam muita coisa. Deviam ser usados mais vezes!

On 05/02/2021 at 05:21, deadpoet disse:

18 cordas?! :D

Yep. Das caras, que as minhas mãos e ouvidos são esquisitos e só gostam do touch and feel das Elixir Nanoweb.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
gilly    248
On 06/02/2021 at 21:26, tmo disse:

Não achei piada nenhuma a esses dois vídeos. Achei-os super superficiais na altura em que os vi há uns largos meses atrás. São super genéricos e dão a sensação de serem mais publicidade que propriamente informativos. É que não gostei mesmo nada... posso dizer outra vez? Achei-os supérfluos e engrenagens de uma máquina de marketing, neste caso ligada à Ernie Ball.

Também achei relativo.

Eu já experimentei muitas cordas ao longo dos anos: Fender, D'Addario, Dean Markley, Ernie Ball, Elixir, GHS...
E já andei por todo em relação a gauges, desde .008 a .013 (dependendo das afinaçõs, claro).

Acabei por me assentar pelas Elixir Nanoweb. Por tendência, .010 para escalas 25,5" em E (.011 em 24.75", blá blá blá, afinações, blá blá blá, multi-scale, blá blá blá...)
Apenas numa guitarra é que eu fujo desta "norma". É uma Ibanez J.Custom RG-PAINT4, onde verifiquei que ela fica com o timbre e feeling certo com .009.

 

Só por curiosidade, tenho notado que, para uma mesma guitarra e afinação, o feeling não muda muito se passarmos de .009 para .010, por exemplo. Se a guitarra é "dura", não vai ficar muito mais dura, se é "mole", não vai ficar muito diferente também.
Mas noto que, por norma, quanto mais "pesada" é a corda, mais sustain tem e melhor mantém a afinação.

Claro que se passarmos de .008 para .012, parece que estamos a pegar num camião!

On 07/02/2021 at 00:32, amrest disse:

Eu uso Ernie Ball 010 - 046 em todas as guitarras. Recentemente experimentei outras marcas mas voltei às mesmas.

Há +- 40 anos atrás usava Ernie Ball 009, depois de ter experimentado várias marcas e várias espessuras. Talvez há uns 20 anos mudei para 010 e é o que tenho usado desde então. Sempre com afinação standard.

A mim aconteceu parecido. Usei .009 por muitos anos e acabei por me assentar nas Elixir.
Mas, há uns 10-12 anos, a Elixir só tinha jogos 7str .010 - .056. Então acabei por "migrar" todas as 6str para .010 também. Acabei por adaptar a forma como toco e agora prefiro.

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    2815

boing, entrou mais uma... :ph34r:... a azul acompanha-me desde 1995... a da direita está a precisar de MUITOS mimos e vai demorar um bocado a pô-la em dia...

  • Azul - Ibanez S540 (pré prestige, MIJ)
  • Encarnada/madeira - Prestige S2120X AV...
  • Curiosamente, têm diferença de 10 anos de fabrico, sendo a azul a mais velha.

 

149261816_2909553092660009_5237855063156

  • Gosto 4

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Rukas    1746
há 10 minutos, tmo disse:

boing, entrou mais uma... :ph34r:... a azul acompanha-me desde 1995... a da direita está a precisar de MUITOS mimos e vai demorar um bocado a pô-la em dia...

Azul - Ibanez S540 (pré prestige, MIJ)

Encarnada/madeira - Prestige S2120X AV...

 

149261816_2909553092660009_5237855063156

É stereo a prestige?

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora