AndréOliveira

Substituição de ponte telecaster com bigsby



Posts Recomendados:

Olá malta!

Preciso de ajuda com um assunto que me tem vindo a "torrar" a paciência eheheh

Eu tenho um Fender Squier Tele Cabronita com Bigsby, em anexo vai a foto com o modelo, a ponte de Saddles não é grande coisa, não tem conforto nem segurança ao tocar. 

Eu queria trocar de ponte, mas não sei bem por que tipo de pontes se podem substituir... Primeiro porque é uma Telecaster e depois porque tem Bigsby...

Alguém me pode esclarecer por favor!

Obrigado e um forte abraço!

tele_FEAT2b.jpg

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Rui T    1779

É uma ponte igual parecida com as da Jaguar e Jazzmasters.

Não percebi bem qual é o problema com o conforto e a segurança.

Podes explicar melhor?

 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Olá Rui.

Eu tenho uma Jazzmaster mas tem uma ponte Tune-o-matic.

Esta ponte penso que seja comum em telecaster. 

Não gosto do sistema e quero alterar para outro tipo de ponte. Não sei é que tipo de ponte é compatível com o bigsby e com a telecaster. 

Tenho ideia que pontes do tipo Tune-o-matic não são compatíveis, pelo menos sem fazer alterações mais "complicadas".

Segue em anexo a ponte de saddles da dita guitarra.

Obrigado e abraço!

313Zgh-ap5L._AC_.jpg

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    2708

@AndréOliveira - Idealmente deverás procurar uma ponte tipo TOM (Tune'O'Matic) com "roller saddles" para minimizar o atrito das cordas aquando do uso do Bigsby e permitir dentro do possível que estas regressem à posição inicial sem resistência nas selas.

Deverás medir a distância entre os postes de apoio (centro a centro) & o diâmetro do furo onde estes se encaixam. Prepara-te para valores imperiais (medidas inglesas), portanto, se der algo tipo 3,64mm (atirei para o ar) é um valor imperial e terás de verificar o valor correcto. nada como procurar info na net sobre o assunto, há poucas variações.

A Guitarra é feita onde? Japão, Indonésia, Coreia, México, USA...? Pergunto pois o país de origem pode ajudar a perceber as medidas em questão. Nos dois últimos casos, é provável que as medidas sejam imperiais, nos primeiros deverão ser métricas.

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Olá @tmo.

Obrigado pela tua resposta. A guitarra é made in Indonésia.

Não posso substituir diretamente por uma ponte de Tele normal? Segue a imagem em anexo!

Abraço.

zetmx4qy.vsr_0.jpg

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    2708

...mas queres manter o Bigsby? É  que quer-me parecer que essa ponte é incompatível com o dito...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Eu queria manter o Bigsby sim.

Pois à primeira vista parecia-me mais fácil o processo...

Já agora seguem as medidas da ponte que está na guitarra. Center to center stud spacing 3 in., E to E string spacing 56mm. String pitch 11.2mm (adjustable with the saddle knurls). Body insert diameter 11,9mm (15/32")

Obrigado.

Abraço.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    2708

Os Bigsby são funcionais com pontes tipo TOM, de preferência com "roller saddles". Quanto às medidas apropriadas, força na busca, não é a minha área de expertise...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Ego    160

Bigsby e ponte Tele "normal" não dá. Nem que seja porque uma ponte "normal" é string thru, mas existem algumas com opção de top loader. Mesmo assim, não conseguirias usar o bigsby. Para isso terias de comprar uma  como esta: https://axecaster.co.uk/blog/?p=3420 (não são baratas).

Depois tens a questão dos parafusos. Teoricamente (terias de medir), a ponte Tele taparia os furos quer dos pivots da ponte tipo Jag/Jazzmaster, quer os furos que prendem a plate ao qual o pickup da ponte está preso.

Eu tive uma e, tendo em conta o preço da guitarra, opta por umas selas melhores, ou tipo Mustang ou então Graphtech (não são baratas).

O chato dos Bigsby, ou até mesmo dos tremolos tipo Jag/Jazzmaster, é que precisam dum ângulo (inclinação) do braço na junção com o neck pocket, para se aumentar a altura da ponte e ter uma pressão constante das cordas sobre as selas, se não elas saltam nos sulcos.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora