xtech

A situação da música vai melhorar?



A música vai melhorar no próximo meio ano?  

13 votos

  1. 1. A música vai melhorar no próximo meio ano?

    • Sim. Já passámos o pior?
    • Não, isto ainda vai piorar antes de melhorar


Posts Recomendados:

Antonio    1079
há 2 horas, tmo disse:

Um pouco sobre o assunto... conhecem isto? - https://www.facebook.com/cpmusicos

Aqueles que conhecem podem opinar sff?...

Que está à frente é o Vasco. 

 

Percebo a ideia e até simpatizo. 

Acho que não vai ser fácil implementar, infelizmente 

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
TiagoCA    12

Vai melhorar lentamente, este ano. 

 

As máscaras são indispensáveis e as vacinas são fundamentais neste processo. 

 

É um disparate completo dizer que as vacinas são inúteis, porque não se sabe o tempo de imunização que conferem. Mesmo que seja curto, 6 meses, 1 ano, continuam a ser (juntamente com as máscaras), a única solução para a reabertura. 

 

As vacinas não conferem só imunidade. Reduzem a probabilidade de infecção a outras pessoas, reduzem a probabilidade de re-infecção no próprio indivíduo e reduzem enormemente a gravidade da doença, no caso de infecção mesmo com vacina. 

 

Provavelmente será uma vacina a tomar anualmente, como a da gripe. Nestes primeiros anos até poderá ser bi-anual. Venha ela. 

 

As máscaras acabarão por entrar nas rotinas das pessoas. Penso que aquelas imagens que víamos do Japão nos tempos pré-covid, com pessoas na rua e nos comboios de máscara, passarão a ser normais também na Europa. 

  • Gosto 2

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2691
há 5 horas, tmo disse:

Um pouco sobre o assunto... conhecem isto? - https://www.facebook.com/cpmusicos

Aqueles que conhecem podem opinar sff?...

Nem sabia que existia.

há 1 hora, TiagoCA disse:

É um disparate completo dizer que as vacinas são inúteis, porque não se sabe o tempo de imunização que conferem.

Sabe-se sim. 3 meses em média.

A menos que consigas vacinar toda a população mundial nesse prazo de tempo, é inútil.

Quer dizer, inútil para mim. Já para os accionistas das farmacêuticas está a ser bastante útil.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pipes    3846

Diria que "inútil" é uma expressão forte.

A vacina é uma ajuda brutal e diria mesmo, fundamental. Se vai resolver tudo de um momento para o outro, claro que não. Mas negar o evidente, é não querer ver, ou ser teimoso vá.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    2815

Malta, não se zanguem por causa disto:

167237182_2942275659387752_1018959790376

 

:)

 

  • Gosto 2
  • Riso 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2691

Continuo a afirmar o mesmo que muitos cientistas já afirmaram. Só um confinamento global e coordenado resolveria a situação, e de forma definitiva.

Mas tal não vai acontecer, como é claro. Pelo menos eu não acredito que venha a acontecer.

Os governantes e os grandes empresários são incapazes de fazer concessões, logo o que temos a fazer é aprender a conviver com o mal, e tentar lhe sobreviver.

Entretanto, todos aqueles que dependem de trabalho como a restauração, artes e espetáculos, etc. Como não são nem governantes, nem grandes empresários. Boa sorte.

  • Gosto 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
TiagoCA    12
há 32 minutos, pgranadas disse:

Nem sabia que existia.

Sabe-se sim. 3 meses em média.

A menos que consigas vacinar toda a população mundial nesse prazo de tempo, é inútil.

Quer dizer, inútil para mim. Já para os accionistas das farmacêuticas está a ser bastante útil.

Não digas disparates. 

 

É o que dá ler artigos, mas do jn, em vez de científicos. 

 

3 meses é o TEMPO MÍNIMO de imunização confirmado, porque os estudos não foram além desse período. 

 

Obviamente isso não quer dizer que ao fim de 3 meses a imunização deixa de surtir efeito. 

 

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
pgranadas    2691
há 55 minutos, TiagoCA disse:

Não digas disparates. 

 

É o que dá ler artigos, mas do jn, em vez de científicos. 

 

3 meses é o TEMPO MÍNIMO de imunização confirmado, porque os estudos não foram além desse período. 

 

Obviamente isso não quer dizer que ao fim de 3 meses a imunização deixa de surtir efeito. 

 

 

Não leio os JN nem qualquer outra publicação portuguesa do estilo. Mas suponho que tu deves ler, porque sabes do que falam.

Os estudos não mostraram prazos além dos 3 meses, porque não o podem fazer. Se o prazo de duração fosse superior, já o teriam publicitado.

Assim como também se diz que quem já apanhou covid fica imunizado, e na empresa da minha esposa, um colega já apanhou covid 3 vezes.

Mas atenção, eu não estou a dizer que não tomem a vacina. Cada um sabe de si.

Apenas afirmo, que contrariamente as espectativas que se vão levantando, a pandemia não vai terminar tão depressa, se é que terminará.

Já agora, a primeira vez que ouvi falar no prazo curto da vacina, foi pelo comentador da SiC Nuno Rogério, que até á data não o tenho como alguém que diga coisas sem ter dados concretos, mas posso estar completamente enganado ena volta saca os dados do JN. Não sei.

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
tmo    2815

Malta, novamente, não se zanguem. Infelizmente, toda a conjuntura à volta desta pandemia é shady no mínimo e há umas tantas coincidências que se mostram bastante... estranhas.

Mais do que uma guerra contra o vírus, estamos perante uma guerra de (des)informação e de manipulação de opinião pública em prol de agendas pouco claras, onde os puppeteers encontram-se em todos os lados da esplanada enquanto a raia miúda (todos os outros) se digladiam à procura de um raio de sol.

Aceitemos que todos temos um pedaço de verdade connosco, mas a nossa verdade é limitada apenas ao nosso ponto de vista. Para termos conhecimento verdadeiro sobre algo, é importante ter várias perspectivas. Reconheçamos que as nossas ideias são incompletas e que existe alguma verdade na opinião contrária. Não há necessidade de caracterizar a opinião do outro, basta dizer "... talvez possas ter alguma razão, mas..." em vez de "não digas disparates..." ou "é isso e as galinhas terem dentes..." ou outra treta qualquer.

As nossas experiências de vida condicionam a nossa capacidade de ver o mundo de forma fresca e isenta, mas isso é um trabalho que temos de manter funcional ou cairemos facilmente na penumbra da depressão.

Vá, deixemos a conversa sobre a legitimidade ou eficiência das actuais vacinas para outros lados. Estas poderão ser apenas parcialmente funcionais, mas que esta parte se mostre como um 1º degrau para a resolução final do problema...?

  • Gosto 3
  • Obrigado 1

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
TiagoCA    12

Eu como trabalho há mais dum ano 50 horas por semana de fato Tivek, viseira, touca, sapatas e duas máscaras, não tenho grande paciência para "opiniões" vindas de vídeos e posts de Facebooks e afins. Nem do Rogeiro, já agora. Que eu saiba, não é médico. 

 

Obviamente que não podemos obrigar as pessoas a ser vacinadas. Um egoísta não irá mudar dum dia para o outro. 

 

Mas acho que quem não quer ser vacinado, também devia assinar um papelinho para, se ficar doente, não ir chorar para os hospitais. Passa para o fim da fila dos internamentos. Os profissionais de saúde agradecem. 

 

Também proponho que quem recusa a vacina ou acha que isto é uma gripe, experimente um dia na uci, de fatinho, máscaras e o resto da tralha, a mudar as fraldas aos pacientes. Para ter uma perspectiva da realidade. Saíam a chorar como uns meninos. 

 

  • Gosto 3

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!

Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!

Entrar agora